O que são médias móveis na análise técnica ? janeiro 18th, 2018

admin
médias móveis, média móvel simples, médias exponenciais, tendência de ativo, cálculo de médias móveis, análise técnica na prática, investidores e análise gráfica

Podemos dizer que as médias móveis são indicadores do mercado da categoria de rastreadores de tendência. Sua ação está em medir o preço médio de uma ação em dado período, seu volume ou mesmo de outro indicador que esteja alinhado a ela durante uma análise.

Sua forma convencional é de uma linha que se movimenta conforme os preços são atualizados.

Como fazer para calcular a média de preços de um determinado ativo ?

1) Primeiro escolher o tipo de média a ser utilizada: exponencial, ponderada ou simples que são as mais
utilizadas

2) Sobre o preço: definir: abertura, máxima, mínima ou fechamento, sendo esse último o mais usado
no cálculo da média, pois se trata de um consenso dos investidores sobre um período de negociações.

3)Sobre o período: é a quantidade de elementos que serão usados no cálculo da média

Por que as médias móveis são tão úteis e práticas para utilizar durante uma análise?

As características de uma média móvel está em apresentar de forma gráfica o movimento de um preço dentro da tendência em que esse se encontra, ao mesmo tempo que retira os ruídos formados pelos candles e suas constantes movimentações. Sendo assim, temos menos ruídos e oscilações para entender o movimento do preço do ativo

Exemplo de linha representativa de média móvel em cotação:

Uma média móvel ajuda identificar a tendência vigente do preço. No exemplo acima, temos uma média inclinada para cima mostrada pelo ponto A, sinalizando uma tendência de alta. A partir do ponto B, temos uma média móvel inclinada para baixo, sinalizando uma tendência de baixa.
Um ponto interessante é que uma média também pode ser utilizada como suporte ou resistência para as cotações dos ativos, onde se um preço vir a superar um média, a tendência é que esse mesmo ponto se torne um suporte posterior, como também pode ocorrer o contrário, um preço romper fundo, ficando abaixo da média móvel e utilizar essa como resistência dentro de uma linha.

Média Móvel Simples ou Aritmética

É formada através da soma de um conjunto de valores numéricos, podendo ser o valor de fechamento dos preços em um dado período divido pela mesma quantidade de números somados. Conforme a fórmula:

MM = (v1 + v2 + v3 … vn)/n

n= número de períodos v= valor

O que ocorre na entrada de um novo preço da média é que o preço inicial dessa, automaticamente é retirado da soma.

Vamos a aplicação da média móvel aritmética em um ativo da GGBR4 de 5 períodos, onde são feitas as somas dos últimos 5 períodos de fechamento.

Conforme exemplo acima, foram retirados os 05 últimos preços de fechamento conforme destacado pelo ponto A, dividindo por 5. O resultado é 21,99. Todo preço que for sendo atualizado, o cálculo é refeito.

Média Móvel Exponencial

A característica maior da média móvel exponencial é dar um peso maior ao último preço, conforme mostrado pela fórmula:

MME = (V1 – MMe Anterior) x(2 /(n + 1)) + MME anterior

n = número de períodos V = valor

Nesse quesito é citado a MMS como uma média mais lenta e MME como mais rápida. Um exemplo das duas sendo aplicadas mostra a diferença no tempo de reação de cada uma frente ao preço.

As médias móveis são ferramentas interessantes como ponto de partida e referência para analistas do mercado que acompanham os estudos em análise gráfica e devem ser utilizadas durante um planejamento para melhor clareza na tomada de decisões e um melhor entendimento.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...


 

Candles no mercado de ações e suas formações dezembro 1st, 2017

admin

Os candles apresentam várias formações após um pregão e cada formação pode apresentar
força ou fraqueza de seus compradores, bem como equilíbrio entre os mesmos no mercado. Os pontos de avaliação são:

1) . tamanho do corpo;
2) . tamanho da sombra superior ou inferior;
3) . posicionamento do preço de fechamento.

A formação do candle que representa força dos compradores é o candle de alta com corpo grande, onde o fechamento fica mais próximo da máxima

A formação que representa a força dos vendedores são os candles com corpo grande e fechamento próximo da mpinima, conforme mostrado abaixo:

O candle que representa a fraqueza dos compradores durante uma sessão é o candle com longa sombra superior, corpo pequeno e fechamento próximo a mínima do pregão

Os candles que apontam fraqueza por parte dos vendedores são os candles com grande sombra inferior, corpo pequeno na parte superior e fechamento próxima da máxima, conforme mostrado:

Existe a formação que mostra o equilíbrio entre as duas partes também e o mercado pode ficar lateralizado até a decisão de nova formação. O candle desse tipo de formação é o de corpo pequeno no meio do candle e sombras superior e inferior, ou seja, o candle fica com duas longas sombras e corpo no meio delas. As sombras e seus tamanhos indicam o tamanho da indefinição que se encontra o mercado.
Se na próxima formação de candle ou preção houver a superação da máxima ou mínima desse candle mais significativa será essa definição durante o movimento.

A representação dos candles são ferramentas que podem ser utilizadas para interpretar a situação atual no mercado e antecipar as decisões de um investidor frente a qualquer acontecimento, visando a proteção de seu capital durante uma possível situação, pois através dos sinais de compradores e vendedores teremos a formação das tendências de alta ou baixa nas formações dos preços que definem o resultado em dado período para seu investimento, assunto para um próximo post.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...


 

Bovespa, retomada pós-feriado abril 2nd, 2013

admin

Voltando do feriado foi possível verificar uma leve retomada da Bovespa para realização de lucros. A bolsa vem nas últimas semanas tentando alcançar novas mínimas e com um mercado inseguro os principais índices que compõem a bolsa vinham caindo deixando muitos de fora apenas acompanhando.
Na volta do feriado com a queda das bolsa americanas e baixa liquidez dessas empresas, a busca interna de oportunidades foi almejada mudando o clima de decisões. Deu pra perceber as atenções e preferências na carteira do Ibovespa com BR Properties, uma participação da OGX com peso sobre o índice. Outras empresas que tiveram atenção por parte dos investidores foram HRT, Banco do Brasil, Embraer e algumas farmácias.
A Petrobrás e a Vale que participam do índice Ibovespa, perderam força na participação devido a queda na produção e foram registrada nas ações  com quedas de  -1,68% à -2,49%. A OGX o que já não vinha muito bem nos últimos pregões acumulando baixas, se manteve em nível estável em R$2,31.
O primeiro trimestre do ano mostra uma movimentação fraca ainda pela retomada de crescimento da economia e a alta da inflação, mesmo assim, o clima tende a mudar nos próximos meses e apesar das dificuldades enfrentadas para um patamar de subida haverá possíveis chances de novos topos serem alcançados.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...


 

O que são indicadores de mercado? setembro 17th, 2012

admin

No momento em que é decidido realizar um investimento na bolsa de valores, a situação economica vigente,os dados economicos, políticos e administrativos diretamente ligados a empresa influenciam sua cotação e precificação. A precificação é sempre o último dos dados registrados, pois com ele, é possível obter a base de como o mercado está reagindo a um determinado acontecimento.

As médias móveis estão dentro dessa categoria de rastreadores da tendência de mercado e permitem controlar o preço médio das ações. A base estatística da análise técnica se utiliza das medias móveis como referencia a direção que os preços estão se direcionando. Médias móveis são linhas indicativas em um gráfico que calculam: preços médios de uma ação sobre um dado período. Quanto maior o nº de períodos de análise de uma média móvel maior será o prazo de uma tendência monitorada anteriormente.

Dentre os indicadores economicos, os mais comuns e mais utilizados são: médias móveis simples, média exponencial e média ponderada. A relação positiva no uso de uma média móvel em termos de comparativo de preço está na redução das variações e oscilações de um ativo, confirmando a posição que o preço está.

Média Móvel Simples
A média móvel simples é a mais comum entre os analistas e serve como base para a decisão de análise técnica. Esta média é formada pela soma de vários termos em uma sequencia sempre tomando como base o preço de fechamento anterior.

MMs = (V1 + V2 …)/ n
n = períodos V= valor
A soma dos valores em um período dividido pela quantidade de elementos somados será a media.

Média Exponencial
A média móvel exponencial é entendida por dar maior importância ao último preço, acompanhando de forma mais rápida a alteraçao sofrida para uma decisão mais rápida.

MME = (v1 – MME anterior) x (2/ (n +1)) + MME anterior
n = numero de períodos V= valor

MME= média móvel exponencial
v1 = valor
n = períodos da média

A diferença entre os dois tipos de médias móveis está no tempo em que cada uma reage indicando a possível direção de uma tendencia.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...


 

Como comprar utilizando a análise técnica ? maio 22nd, 2012

admin

As maneiras existentes de analisar o mercado permitem a um investidor escolher a hora certa de compra e venda garantindo uma operação de sucesso e assim como garantir que se tenha ocorrido da melhor forma possível sua estratégia.

A análise técnica ou assim conhecida como análise gráfica mostra variações sofridas nos preços de uma empresa a ser estudada que devemos sempre estar atentos pra sabermos se nossa operação será de venda ou de compra. Saber comprar na hora certa é uma estratégia como saber vender também é necessário para garantir que seu investimento tenha sido bem sucedido durante aquela aplicação.

Com a análise técnica,  podemos realizar algumas estratégias de compras identificando quais serão utilizadas . As estratégias principais que estarei mostrando são: Rompimento, Correção e contra-tendência.

Rompimento:Um rompimento é observado dentro do mercado por meio da formação de topos e fundos ascendentes, ou seja dentro de uma linha de tendência de alta . Quando existe um pivô de alta assim

conhecido, antes dessa formação gráfica podemos observar sempre um fundo ascendente ou maior do que a mínima de um topo anterior sinalizando esse rompimento. Assim podemos esperar que se firme essa sinalização para que ocorra nossa operação.

Veja o esquema abaixo :

esquema de rompimento

Veja que antes do pivot de alta houve a formação de um fundo ascendente ou seja, maior que o fundo anterior sinalizando a tendência de alta para entrada no mercado a partir do candle A .

Correção : Tanto a correção como o rompimento são usados sempre no mercado com tendência de alta onde após um movimento de queda ficamos no aguardo para sinalização de um movimento de reversão da tendência. A compra só pode ser realizada quando o fundo de formação não ultrapassar a mínima do fundo anterior, garantindo nossa operação de entrada no mercado. Veja o gráfico :

esquema de correção

Diante desse gráfico eu pergunto .
Qual o motivo que faz que no ponto B nossa estratégia de compra seja acionada ?

O ponto A indica ainda uma tendência de alta e quando vemos o ponto B simplesmente confirmamos que a ação continuará subindo ainda mais com um candle positivo indicando força compradora . Assim nossa compra é garantida.

Contra tendência : Essa estratégia será utilizada após um movimento de baixa, ou seja quando identificamos um sinal de subida do mercado para nossa entrada . Geralmente após a identificação de um sinal de parada do mercado quanto a queda, existe a possibilidade de reversão de tendência para uma alta, indicando momento ideal para entrada. Assim sendo esse movimento se torna uma correção da forte queda dentro do ativo.

Veja o gráfico abaixo :

contra tendencia

O que mostra o candle A nesse ponto? . Podemos observar a retomada do movimento para cima indicando como ponto de compra ou mesmo ponto de reversão da tendência.

Dentre as estratégias mais seguras coloco que são as de rompimento e de correção, pois com elas as compra realizadas são mais duradouras e permitem assegurar por mais tempo nossas ações compradas dentro da tendência, enquanto a estratégia de contra tendência precisa ser encerrada o quanto antes mostrando que o mercado pode retomar sua queda.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...


 

Identifique riscos e antecipe seus investimentos março 12th, 2012

admin

Uma das maiores importâncias de  investir seu patrimônio na bolsa de valores é ter o conhecimento de como aplicar corretamente obtendo lucro, qual ativo que está apresentando resultados para meus investimentos e o risco de se investir na escolha realizada, como também o objetivo para com aquele investimento . Lembre-se que, de nada vale ter dinheiro se você não sabe analisar os requisitos necessários para manter seu capital. Então vamos nos atentar nesses tópicos e analisar os fundamentos de um bom investimento na bolsa se precavendo de riscos desnecessários que induzem a perdas que levam muitos a falência.

Uma das formas mensuráveis de estar dentro da bolsa de valores com segurança e controle é optando pela educação financeira. A educação financeira é isso mesmo que já foi citado, é a capacidade de um investidor de analisar o campo de sua atuação medindo conseqüências do antes e depois identificando riscos e probabilidades quanto ao retorno com uma escolha de ação comprada na bolsa de valores.

Existem métodos que exemplificam bem as medidas a serem adotadas por aqueles investidores interessados na proteção de seu capital, como por exemplo: análise técnica, análise gráfica, os gráficos de candles, estatísticas de mercado, análise fundamentalista entre outros métodos. Esses métodos são bases de estudos que fornecem a um investidor a identificação do mercado atual por meio de dados como preço de abertura, preço de fechamento, máxima obtida em determinado período, mínima do ativo em dado período e etc.

O investidor se beneficia quando por meio dos dados colhidos traça um modelo de curto a médio prazo sob os mesmo  e analisa o Risco x Ganho de uma ação. O Risco x Ganho deve ser proporcional sob a identificação 3 x 1 onde o meu risco se apresenta menor em relação ao meu ganho. Tendo em mente essa observação, saberei se vale a pena o risco de se operar ou não e ter algum resultado.

O Risco x Ganho utiliza-se do último suporte como ponto de stop para minha próxima operação se baseando em um objetivo cujo preço enconsta no último topo alcançado em outra instancia pela ação. É como se eu entrasse na operação em momento de baixa com uma mínima no suporte e tento buscar um topo anterior com possível quebra de resistência para se ter um resultado positivo.

Não só essa análise é de extrema importância, mas também a forma em que observamos o comportamento do mercado. O mercado é bem dinâmico e apresenta movimento ascendente e descendente e o conjunto desses movimentos no contexto em que aparece mostra uma tendência que pode ser de alta ou de baixa e indica se há um momento bom para se investir.

Movimento ascendente: Esse movimento é caracterizado pelo movimento pra cima, com topos e fundos e ascendentes e indica um momento de alta na ação e no mercado. Momento bom para se manter na ação até que o movimento seja contrário.

Movimento descendente: Esse é o momento delicado de uma ação e está indicando uma queda com topos e fundos descendentes. Ou seja, os topos são menores que os fundos anteriores realizados havendo desvalorização no preço. Momento ruim para se manter comprado em uma ação devendo o investidor observar o momento de reversão desse movimento para aquisição da mesma.

Tendo em mente algum desses fatores para seu investimento, você terá a segurança necessária da qual precisa para entrar em uma operação e se proteger de perdas não previstas. Organize suas ações por meio da análise do momento de mercado e antecipe-se a qualquer deslize.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...


 

Influência da inflação em nossos investimentos janeiro 23rd, 2012

admin

É certo hoje que se tenha uma grande preocupação em apostar corretamente em investimentos que incorporem boas rentabilidades e garantindo crescimento financeiro, mas existem muitos pontos a serem considerados que se não forem controlados podem gerar desequilíbrios. Estou a falar dos índices inflacionários e até que ponto eles interferem em nossa renda.

A inflação é medida por alguns índices aos quais é possível se obter o percentual de aumento ou de queda no valor dos produtos para consumo em determinado período. Esses mesmos índices consomem uma parte da economia e prejudicam os custos de matérias-primas, máquinas, mão-de-obra e custos de produção reduzindo o poder de compra de qualquer trabalhador e possui um impacto direto no valor de ações na bolsa valores para os investidores ligados. Os índices são tomados em consideração quando se vai investir e a escolha é determinante em superar essa corrosão no dinheiro causada. Exemplo:

Um trabalhador que compre um pacote de arroz a 10% de inflação no valor de R$10,00 reais no mês seguinte já vai pagar no mesmo pacote R$11,00 reais.

Esse aumento acarreta repentina perda no poder de compra e afeta a economia reduzindo o valor da moeda. Preços mais altos caem a demanda pelo consumo nos setores econômicos fazendo a economia desacelerar desestimulando os principais mecanismos de produção do país. Tendo em vista a desvalorização causada é necessário superar o déficit por meios de aplicação que dêem retorno superior ao que geralmente é acumulado em determinado período. Em dados comparados pelo G1 referente ao ano de 2011, a inflação acumulou um percentual de 8,90% e essa medida foi determinada com relação nos setores como: serviços, transporte aéreo e vestuário.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...


 

Renda fixa como investimento conservador dezembro 4th, 2011

admin

A renda fixa é considerada por muitos investidores um meio para aplicação financeira de forma complementar a sua remuneração e indicada como alternativa segura as pessoas que tem receio de investir na bolsa de valores ou que estejam fora dela como estratégia de contornar um período ruim. A renda fixa é a caderneta de poupança e garante remuneração sobre um capital econômico.

Por ser de baixo risco, seus juros são baixos e apresentam ganhos consideráveis somente a longo prazo, dependendo do valor de capital que se tenha escolhido aplicar. Esse tipo de investimento permite ganhos definidos no momento da aplicação ou mesmo no momento do resgate (final de aplicação), garantindo ganhos proporcionais aos juros do período sob o valor de fundo. Por exemplo: Suponhamos que vou investir R$ 10.000,00 reais a uma taxa de juros pré-determinada a 2% ao mês. No momento do resgate, haverá um capital de R$ 10.200,00 reais, ou seja, obtive um rendimento de 2% do valor aplicado nesse período de 01 mês.

É possível notar que a renda fixa tem dois modelos (padrões) a serem escolhidos: o pré-fixado e o pós-fixado.

Pré-fixado: São os títulos de renda fixa definidos antes da aplicação junto da taxa de juros utilizada. Aqui também é possível escolher o período para manter essa aplicação, prevendo o momento do resgate.

Pós-fixado: É aquele que você só vai saber o quanto rendeu no momento do resgate, ou seja, no final da aplicação. Nesse tipo de investimento, existe uma variação do índice junto a taxa de juros no período desde o começo.

O investimento pós-fixado é determinado pela soma do índice de inflação medida pelo (IGPM ou IPCA) junto da taxa de juros determinada inicialmente. Por isso que se entende que em determinados períodos que se espera um aumento dos índices de inflação, investidores e analistas recomendem fundos pós-fixados.

Se você é um pequeno investidor, os títulos de renda fixa representam uma alternativa de baixo risco, principalmente pra quem tem pouco dinheiro e pela opção de diversificação que esse tipo de investimento apresenta ao mesmo tempo.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...


 

Independência financeira na bolsa de valores outubro 28th, 2011

admin

Muita gente que se interessa por bolsa de valores, possui um objetivo e geralmente esse objetivo é o de atingir a independência financeira. Não digo que a independência financeira é o objetivo de todos que operam na bolsa de valores, alguns investidores podem aplicar na bolsa, para apenas manter o dinheiro, protegê-lo ou gerar uma renda extra no final do mês, no final do ano, e por ai vai. Nesse post, vamos tratar sobre a possibilidade de conquistar somente pela bolsa de valores, a independência financeira.

Pode se entender como independência financeira, quando conseguimos ter uma fonte segura de renda, e que essa fonte de renda nos possibilite pagar nossas contas e ter um crescimento de capital ao longo do tempo. Na minha opinião, essa fonte de renda precisa sim ser segura, senão acaba não sendo independência financeira e sim, pura sorte porque você não tem certeza se conseguirá ter este lucro novamente no próximo mês.

Agora, a pergunta que não quer calar, é possível conquistar a independência financeira na bolsa de valores? Sim, com certeza é possível, e para isso basta você ter primeiramente uma estratégia, depois, você precisa seguir sua estratégia a risca e nunca envolver o emocional na bolsa, senão você foge de sua própria estratégia. Mas como assim uma estratégia? Para definir uma estratégia, primeiramente você precisa analisar alguns tópicos como:

-Qual a porcentagem do meu capital todo, que vou investir?
-Serei trader ou investidor?
-Prefiro mais lucro com menos proteção?
-Prefiro menos lucro com mais proteção?

Isso, somente você poderá responder. Eu particularmente se fosse aplicar 100% do meu dinheiro na bolsa, então eu seria investidor, pois compraria ações de uma empresa boa e utilizaria da venda coberta e da distribuição de dividendos para proteger, remunerar e alavancar minha carteira recebendo também juros compostos sobre o valor todo ao longo do tempo. Talvez eu poderia aplicar 80% do meu dinheiro em uma empresa boa, e utilizar os 20% pra realizar trades no curto prazo.

Enfim, é pensando assim que criamos estratégias. Se você está começando agora na bolsa de valores, a melhor coisa que deverá fazer antes de criar sua estratégia, é estudar análise gráfica, análise fundamentalista, depois conhecer seus próprios objetivos e metas, para assim começar a pensar a forma que você irá investir, criando suas próprias metas.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...


 

O que são micos? setembro 21st, 2011

admin

É muito comum ouvirmos algumas pessoas, chamarem ações de micos, esse post serve pra explicar melhor o que são micos exatamente, e alertar ao investidor novato o perigo de se investir nessas ações sem conhecimento prévio da empresa e seus fundamentos. Um mico é uma ação de empresa falida, que no geral custa menos de R$ 1,00 (não é regra geral), mas a maioria dos micos valem centavos.

Um mico costuma ser objeto de pura especulação. Muita gente compra uma enorme quantidade de micos por custarem centavos, esperam subir 0,01 ou 0,02 e já vendem embolsando o lucro, sim é possível obter bastante lucro com uma ação se ela subir apenas 1 centavo, vamos fazer umas contas na TELB4 que custa agora 0,04 centavos. Com mil reais, podemos comprar 25 mil ações TELB4, suponhamos que ela suba e então poderemos ter o seguinte:

0,05 x 25.000 = R$ 1.250,00 (lucro de R$ 250,00)

0,06 x 25.000 = R$ 1.500,00 (lucro de R$ 500,00)

Ou seja, a cada 1 centavo que TOYB4 sobe, ganhamos R$ 250,00, basta fazer as contas. Muita gente faz isso em ações que custam centavos, são os chamados centaveiros e isso de fato é pura especulação, pois quem faz isso prefere aproveitar os pequenos movimentos diários do mercado, tanto na alta quanto na baixa. É difícil comprar e vender TOYB4, pois é um ativo com pouca liquidez, e possui ordens de compra e venda com quantidades gigantescas, basta olhar no book de ofertas.

Se você vai comprar 1.000 TOYB4 a 3 centavos, vai ficar na fila atrás de uma ordem de compra de milhões de ações a 4 centavos. Então a pergunta é, será que o tempo que vou esperar para realizar essa operação valerá mesmo a pena? Se eu operar em algum ativo com mais liquidez, utilizando também a análise gráfica, as chances de lucros em pouco tempo não seriam maiores? Na minha opinião sim.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Bebo Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz

Continue reading...